SEREI  COMO  TU!

O meu filho nasceu, de forma normal... Mas, logo nesse dia, tive um dia cheio de trabalho e de compromissos...

O meu filho aprendeu rapidamente a comer, quando menos me dei conta. Aprendeu a falar, na minha ausência.

O meu filho dizia-me, a medida que ia crescendo: "Papa, quando crescer, serei como tu! Quando regressas a casa, Papa?" 

- "Não sei, mas quando regressar, havemos de brincar juntos... vais ver".

O meu filho já fez dez anos e, ha poucos dias, disse-me:

- "Obrigado pela bola que me ofereceste, papa. Queres jogar comigo?"

- "Hoje não, meu filho, pois tenho muito que fazer".

-"Esta bem, papa, será outro dia." E saiu a correr e com as mesmas palavras nos lábios: "Eu quero ser como tu. Quando regressas a casa, papa?"

- "Não sei, mas quando regressar, havemos de brincar juntos... vais ver".

O meu filho terminou ha dias a Universidade. Esta um homem feito.

- "Meu filho, sinto-me orgulhoso de ti. Senta-te e falemos um pouco da tua vida."

- "Hoje não, papa, que tenho compromissos... por favor, empresta-me o carro para ir visitar uns
amigos".
Agora estou reformado e o meu filho vive noutro lugar. Hoje telefonei-lhe:

 - "Loa, filho, queria ver-te"... 

- "Ficaria encantado, papa, mas hoje não tenho mesmo tempo... tu sabes bem o que e o trabalho, as crianças... mas agradeço-te por me teres telefonado: foi uma maravilha poder ouvir a tua voz."

Ao pousar o telefone, cai na conta de que o meu filho tinha cumprido o seu desejo: era exactamente como eu.

Anónimo

WB00789_.gif (161 bytes)