Público - 26 Mai 04

"É Preciso Pôr a Cannabis no Sítio Certo"
Por C.G.

O presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), Fernando Negrão, afirma que o aumento do consumo de cannabis entre os alunos do ensino secundário é fruto da forma tolerante como a substância é olhada. "É preciso pôr a cannabis no seu sítio certo, não diabolizando mas dando informação". Negrão escolhe realçar um outro dado do Inquérito Nacional em Meio Escolar-Ensino Secundário, de 2001 (ver PÚBLICO de ontem): entre os jovens que experimentaram a cannabis e depois a abandonaram muitos alegam tê-lo feito "por razões de saúde". Na sua opinião, é preciso reforçar esta mensagem entre os jovens: a de que a cannabis não é uma substância inócua, agride o corpo.

Negrão realça a "contradição" que existe entre o actual caminho para o proibicionismo, no caso dos cigarros, e a mensagem de que "a cannabis deve ser liberalizada e não faz mal, quando é mais perigosa do que o tabaco". Na sua opinião, a prevenção primária deve passar cada vez mais pelos professores a quem, com a devida formação do IDT, cabe veicular a mensagem nas aulas, na altura que julgarem mais adequada. Esta estratégia foge às clássicas sessões de esclarecimento sobre toxicodependência, que "cansam os jovens e até podem causar curiosidade", e abandona as "campanhas", que não passam de "acções pontuais e inconsequentes". "A questão da prevenção primária é muito sensível. Não se deve dar informação nem a mais nem a menos". Nos dias 7 e 8 de Junho o IDT realiza, no Estoril, o Congresso Internacional da Cannabis - Das Tendências às Intervenções.

WB00789_.gif (161 bytes)