Expresso - 28 Jun 03

Aborto em alto mar proibido na Polónia
Movimento feminista holandês pretende fazer abortos a mulheres polacas a bordo de um navio, fora das águas territoriais polacas
 

O Governo polaco e a opinião pública local acolheram com hostilidade a iniciativa do movimento feminista holandês de promover o acesso ao aborto a mulheres polacas a bordo do navio «Langenort».
A barco da organização holandesa «Women on Waves» está desde Domingo passado no porto polaco de Wladyslawow, no Norte, com a intenção de, durante duas semanas, realizar viagens de 2 em 2 dias, para efectuar a bordo abortos a mulheres polacas, mas fora das águas territoriais do país.
O navio entrou no porto sem permissão, e mesmo assim a sua presença foi tolerada. Mas as autoridades de Varsóvia ordenaram a selagem de todo o carregamento de pílulas abortivas RU-486 encontrado. E uma manifestação de protesto contra a organização holandesa foi organizada no porto. A Polónia admitiu a legalização do aborto a partir de 1997, mas só em caso de perigo de vida da mulher, quando se confirma defeciência irreversível do embrião, e quando a gravidez é fruto de violação.

WB00789_1.gif (161 bytes)