Associação Juntos Pela Vida - 31 Dez 06

Associação Juntos pela Vida

Governo luso opõe-se à pena de morte por ser contrária à dignidade humana. Nós também!

 

1.      A Associação Juntos pela Vida (JPV) aplaude e associa-se às declarações do Ministério dos Negócios Estrangeiros a propósito da morte de Sadam Hussein de "total oposição à pena de morte" por considerar "contrária à dignidade humana". (fonte: Diário Digital/Agência Lusa, 30 Dez 2006)

O MNE afirmou ainda que "Portugal é desde 1990 parte do Protocolo Facultativo ao Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos que recomenda a abolição da pena de morte" e, acrescentamos nós, Portugal foi o primeiro país europeu a abolir a pena de morte. A presidência finlandesa da UE é também muito clara e afirma que «se opõe à pena capital em todos os casos e em todas as circunstâncias». (fonte: Diário Digital/Agência Lusa, 30 Dez 2006)

2.      Desde sempre temos procurado explicar que todas as vidas humanas exigem de cada um de nós e da sociedade respeito e amor. E nisto estamos todos de acordo.

 

3.      Estamos de acordo: a pena de morte de qualquer ser humano, seja ele um tirano, um terrorista, um idoso, uma criança ou um nascituro, é sempre um atentado à dignidade humana.

 

4.      Temos pena que a obstinação política e ideológica de alguns, distorça esta realidade e quando falamos de bébés na barriga da mãe se "esqueça" a sua dignidade.

 

5.      E confundindo continuem a insistir em afirmar que existem vidas humanas melhores do que outras? E a vida tem prazo de validade!? Como é que até às 10 semanas não somos nada e 1 segundo depois já somos tudo!?

 

Existem seguramente homens e mulheres que se destacam pelas coisas boas ou más que realizam mas a sua dignidade intrínseca é, naturalmente, a mesma.

 

6.      Instamos, por isso, o Eng Sócrates a ler e reler o comunicado do MNE e a perceber que a sua posição a favor da liberalização do aborto é um apelo à introdução da pena de morte para muitos seres humanos nascituros por livre opção e sob qualquer pretexto de um outro ser humano já nascido. Caso tenham dúvidas perguntem ao Ministro Luís Amado e à sua porta-voz Paula Mascarenhas.

 

7.      A Associação Juntos Pela Vida aproveita para desejar a todos um 2007 cheio de Vida! E não se esqueçam dia 11 de Fevereiro somos todos contra a pena de morte e votamos NÃO!

 

Lisboa, 31 de Dezembro de 2006

 

Juntos Pela Vida

Associação

 

Contacto: António Pinheiro Torres 91 723 33 35